Está sempre cansado? Eu sei porquê!

Está sempre cansado? Eu sei porquê!

Mesmo sem perceber porque, parece que passa os dias todos cansado? Venha descobrir o que se está a passar consigo e como é que pode voltar a ter energia.

Acorda todos os dias de manhã, quase tão, ou mais, cansado do que como estava quando se foi deitar? O despertador toca e sente como se tivesse acabado de adormecer? Tenta fazer as suas tarefas ao longo do dia, mas parece que tem tanto sono, que tudo custa a fazer? Então, está na hora de tomar uma atitude!

Os nossos dias são sem dúvida agitados. Entre as tarefas, o trabalho, os cuidados aos outros, as viagens, etc. parece que sobra muito pouco tempo para relaxar. Com tanta coisa acontecer, é normal estarmos cansados. O problema é quando mesmo atirar nos tempo para descansar, e dormirmos as horas necessárias, continuamos a sentir uma fadiga para a qual não encontramos explicação.

Estudos do Royal College of Psychiatrists indicam que a cada cinco pessoas se sente invulgarmente cansada, e uma em cada dez sente fadiga prolongada. Embora existam casos em que este cansaço pode estar relacionado com problemas de saúde mais graves, a grande maioria pode ser resolvida estilo de vida.

Por isso, vou partilhar consigo as minhas dicas preferidas, para que possa voltar a ganhar energia, e livrar-se de vez deste cansaço permanente.

Porque se sente sempre cansado?

A sensação de fadiga pode ter diferentes origens. Ela pode estar relacionada com uma exposição permanente ao stress, com a falta de qualidade do sono, com esforços físicos e mentais feitos ao longo do dia, com doenças físicas mais graves, ou até ser um reflexo da nossa falta de conexão emocional e espiritual com o nosso Eu.

Quando sentimos cansaço constante, e conseguimos identificar a sua possível origem, é importante fazermos uma reflexão sobre como é que podemos mudar o nosso estilo de vida. Talvez estejamos a precisar de aprender a impor limites, a dizer não, ou arranjarmos tempo no nosso dia para nos dedicarmos a nós.

O problema é quando esta origem não nos é clara. Podemos estar a precisar de procurar ajuda para questões emocionais ou espirituais, às quais não prestámos atenção, ou até mesmo a precisar de consultar um médico para fazer análises.

Embora seja raro, esta sensação permanente de cansaço pode ser motivada por problemas de saúde, como:

  • Diabetes,
  • Anemia,
  • Apneia do sono,
  • Fibromialgia,
  • Doenças cardíacas,
  • Infeções,
  • Alterações na tiroide.

Se lhe parece que a sua fadiga pode estar a ser provocada por um destes exemplos, então é importante que entre em contacto com o seu médico.

Como é que se pode livrar do cansaço constante?

Se o seu cansaço não for provocado por uma doença das mencionadas, significa que recuperar a sua energia só depende de si. Vamos então ver quais são as possíveis causas, e o que deve começar a fazer, para seu bem.

Ter cuidado com a alimentação

Nós somos o que comemos, e a alimentação é essencial para nos dar a energia que precisamos para realizar nos as tarefas do nosso dia-a-dia. Contudo, não é só porque estamos a ingerir alimentos que nos estamos a alimentar bem.

Alimentos muito processados, ricos em açúcar, como bolos ou fast-food, embora possam ajudar a enganar o estômago, não nos vão dar a energia necessária para estarmos no máximo das nossas capacidades físicas e mentais.

Então, talvez seja interessante começar a colocar algum tempo de lado, para se alimentar corretamente, com alimentos ricos em nutrientes, que lhe vão dar energia.

Sair de casa e contactar com a Natureza

Já várias vezes falei sobre como o nosso estilo de vida nas cidades, longe da natureza, nos está a deixar doentes.

O ser humano precisa do contacto com a terra, as plantas e o oxigénio, para estar equilibrado e saudável.

Além disso, quando nos fechamos mais em casa, ou no escritório virgula não apanhamos tanto sol. O sol é o responsável pela aquisição natural de vitamina D pelo nosso organismo. Por isso, estar exposto à luz solar é uma necessidade básica, essencial para nos mantermos saudáveis e reforçarmos o nosso sistema imunitário. Quanto menos tempo passarmos ao sol, mais cansados nos vamos sentir.

Beber mais água

Se todos os que visitam o Instituto Hoya só pudessem sair daqui a um único conselho, ele seria sem dúvida beber água. O nosso corpo, e os diferentes órgãos que temos, incluindo o cérebro, são maioritariamente compostos por água. Portanto, é fácil de perceber que se estivermos desidratados nada no nosso sistema vai funcionar.

Estima-se que, por dia, o nosso corpo, mesmo sem fazer exercício, perca em média 2,6 litros de água (o equivalente a 10 copos). Este valor precisa de ser reposto!

Existem várias técnicas para se lembrar de beber água, como notificações no telemóvel, elásticos na garrafa para contar a quantidade de vezes que bebe, etc., e mesmo quem não gosta muito de beber água simples, ela pode ser substituída por chás, infusões águas aromatizadas, desde que não contenham adição de açúcares.

Além disso, esta hidratação deve ir acontecendo ao longo do dia. O ideal é mesmo beber um copinho de água assim que acorda, mesmo antes de comer. Ao fazer isto vai estar a ativar todo o organismo, e pô-lo a funcionar corretamente, logo de manhã. Quando estamos desidratados, sentimo-nos mais cansados, e até mesmo com dores de cabeça, e só precisa de beber água!

Relaxar e alongar o corpo

Para além de precisarmos de descansar o cérebro quando fazemos uma pausa, ou dormimos, também os nossos músculos precisam de relaxar.

Coisas que podem parecer inofensivas, como abrir o e-mail nos dias de folga, ou almoçar em frente ao computador, estão a impedir que o seu cérebro e o seu corpo tenham momentos de descontração, e descansem.

Por isso, não só é importante estabelecer limites durante os seus momentos de pausa, como também arranjar tempo no dia inteiramente dedicados a si. Apenas 15 minutos de alongamentos em tatame, de manhã, ou na sua pausa de almoço, vão fazer toda a diferença!

Venha aprender como funcionam, no Instituto Hoya.