Importância do Contacto com a Natureza para a Saúde

Importância do Contacto com a Natureza para a Saúde

Com a evolução da sociedade, cada vez mais fomos perdendo o contacto com a natureza.

Hoje em dia, a maioria de nós mora em cidades rodeadas de prédios gigantes e de cimento.
Os breves contactos que temos com a natureza acontecem quando visitamos um parque, passamos por uma avenida com árvores ou regamos as plantinhas aromáticas que temos em casa.

Mas, sendo que o ser humano é um animal, quais é que são os efeitos que este afastamento da natureza tem em nós? Quais são os benefícios para o nosso bem-estar físico, psicológico e emocional de estarmos em contacto com a natureza? Como é que pode introduzir no seu dia-a-dia esta conexão, mesmo morando numa cidade?

Efeitos vivermos afastados da natureza

No seu livro A última criança na natureza, Richard Louv fala do conceito de transtorno de deficit de natureza, para se referir aos danos causados por vivermos confinados em prédios e rodeados de tecnologia. Afirma também que existe uma correlação entre o nosso estilo de vida e o aparecimento de doenças como a miopia, a obesidade ou o défice de atenção.

Um levantamento da escola de saúde pública de Harvard, nos Estados Unidos, revelou também que morar perto de parques, ou jardins, está associado a uma maior longevidade e um menor risco de desenvolver doenças renais, respiratórias ou depressão. Durante o seu estudo verificaram que quem mora perto de locais rodeados natureza tem 41% menos probabilidades de morrer por problemas nos rins, 35% por complicações respiratórias e 13% por qualquer tipo de cancro. Isto porque estar em contacto com a natureza estimula a prática da atividade física, reduz a exposição agentes poluentes, aumenta as interações sociais e melhora a saúde mental.

Outro estudo da universidade de Birmingham comprovou que o contacto com a natureza nos ajuda a dormir mais e melhor, e ainda aumenta a velocidade de recuperação de doentes de stresse pós-traumático.

Por todas estas razões, é fácil de concluirmos que precisamos do contacto com a Natureza para não ficarmos doentes. Mas até onde chegam os seus benefícios?

contacto com a natureza

Benefícios do contacto regular com a natureza

Promoção da saúde física

Como em cima foi mencionado, estar frequentemente em contacto com a natureza ajuda-nos a evitar uma série de doenças, e mesmo a vivermos durante mais tempo.

Melhora a saúde mental

Vivermos nas grandes cidades faz com que tenhamos dificuldades em construir uma relação mais profunda com os outros, e com as situações a que somos expostos no dia a dia, especialmente devido ao grande número de estímulos e informações a que somos expostos. Estar em contacto com a natureza pode-nos ajudar reconectar com o nosso eu e a permitir-nos vivemos mais no momento presente.

Como consequência aumentamos a nossa capacidade de nos ligarmos à realidade que nos rodeia e a vivermos de forma mais saudável.

Reduz o stress e a ansiedade

Um estudo conduzido pela Universidade de Chiba mostra-nos que o contato direto com a natureza reduz os níveis de cortisol, a hormona responsável pelo stress ao mesmo tempo que diminui os batimentos cardíacos e a pressão arterial. Além disso, este contacto com jardins ou florestas interfere diretamente no nosso sistema nervoso simpático e com o parassimpático.

Ajuda no processo de cura

O período de recuperação de uma doença, ou de uma cirurgia, é sempre demarcado dos desconforto, e preocupações com os resultados da recuperação.

Em 2009, um hospital na Coreia do Sul realizou um teste, colocando plantas nos quartos de pacientes que recuperavam de procedimentos cirúrgicos. Estes pacientes revelaram sentir menos dor, ansiedade e cansaço, do que os restantes, ao mesmo tempo que se sentiam mais alegres e satisfeitos em relação ao ambiente.

 

Melhora a memória e a capacidade de concentração

 

 

Se tem dificuldade em se lembrar das coisas, ou a concentrar-se durante as tarefas do dia-a-dia, o contacto com a natureza pode ser a solução que tanto procura.

Um estudo da Universidade de Michigan realizou um teste de memória aos seus estudantes. Divididos em dois grupos, um deles fez uma caminhada por um parque, enquanto o outro foi dar uma volta numa área urbana.

Os indivíduos que estiveram em contacto com a natureza, tiveram 20% melhores resultados no teste.

Um outro estudo realizado com crianças com défice de atenção e hiperatividade demonstrou que estes tiveram um aumento na capacidade de concentração, após apenas 20 minutos de passeio por um parque.

Como é que se pode conectar com a natureza no dia a dia?

contacto com a natureza

Agora que já conhece os benefícios que o contacto da natureza pode trazer para a sua saúde, certamente está a pensar em como é que a de incluir momentos de conexão com a natureza no seu quotidiano.

Mesmo que more numa cidade existem várias coisas que pode fazer, ora veja:

1. Tenha plantas em casa

Ter plantas em casa e cuidar delas regularmente é uma boa forma de se conectar com a Terra. Mesmo que more num prédio, pode construir uma hortinha vertical e ter algumas plantas, que pode usar depois para cozinhar, fazer chás ou até mesmo produtos de beleza caseiros.

2. Esteja atento à natureza em seu redor

Mesmo nas grandes cidades, as plantas fazem parte da decoração. Cada vez que sair de casa, quando estiver no caminho para o trabalho, procure ter atenção à natureza que o rodeia. Dirigirmos o nosso foco para as plantas que já existem ao nosso redor, ajuda-nos a aumentar a nossa conexão com elas.

3. Sinta a terra debaixo dos pés

Quando for a um parque, ou um jardim, experimente descalçar-se e colocar os pés em contacto com a relva, ou a terra. Assim conseguirá estar em contacto direto com energia da terra, e aumentar a sua conexão com a mesma.

4. Faça programas ao ar livre

Em vez de combinar saídas com os seus amigos ao cinema, restaurantes ou bares, procure convidá-los para um passeio ao ar livre.

5. Apanhe sol sempre que possível

A tendência para nos confinarmos em espaços fechados limita o nosso contacto com o sol. Não é por acaso que hoje em dia a maioria da população tem défices de vitamina D. Procure dedicar pelo menos 15 minutos do seu dia a sentir os raios solares diretamente no seu corpo (sem esquecer o protetor solar, claro).