You are currently viewing O Stress Intoxica o seu corpo: Descubra como!

O Stress Intoxica o seu corpo: Descubra como!

O stress intoxica o organismo, e pode mesmo deixar nos doentes. Venha conhecer os perigos do stress, e como é que pode reduzir os seus efeitos tóxicos.

Cada vez mais pessoas sofrem de stress. Nosso dia-a-dia apressado, com tantas obrigações, em que representamos vários papéis, e que cada vez mais algo novo é exigido de nós, é natural que nos sintamos nervosos, ansiosos e stressados.

Já toda a gente conhece os efeitos e o stress tem a nossa disposição, humor, qualidade de sono e até na produtividade. O que muita gente desconhece é o efeito tóxico que a exposição prolongada ao stress tem para o nosso corpo, e como é que este nos está a deixar doentes.

Descubra os perigos do stress, quais são os sinais de alarme a que deve estar atento e como é que pode começar hoje a desintoxicar o seu organismo.

De que forma é que o stress intoxica o nosso corpo?

A chave para entender a forma como a exposição prolongada ao stress tem no nosso organismo, passa por entender os processos fisiológicos que envolvem o stress.

Quando estamos stressados, é ativado o nosso estado de alerta, o que desencadeia diversas reações bioquímicas, que tem como objetivo “salvar-nos” da ameaça que deu origem a este estado. Entre elas está a produção de hormonal como a adrenalina, a noradrenalina e o cortisol (conhecido como a hormona do stress). As duas primeiras dilatam os vasos sanguíneos dos órgãos principais, e diminuem a circulação nas restantes áreas do corpo. Já o cortisol aumenta a glicemia, e começa a transformar a gordura em energia.

Esta é uma reação normal, e que precisamos que aconteça em situações em que a nossa sobrevivência está em perigo. O problema é que hoje em dia estamos expostos ao stress permanentemente, e muitas vezes em situações em que não corremos perigo de vida. A longo prazo, a presença destas hormonas pode causar:

  • Problemas cardíacos,
  • Aumento dos triglicerídeos,
  • Redução da produção de insulina,
  • Enfraquecimento do sistema imunitário.

Estudos feitos pelo Departamento de Psiquiatria do Hospital de Bellvue, em Nova York, com pacientes com stress pós-traumático, concluíram ainda que estas hormonas produzidas numa tentativa do organismo se defender contra o stress “intoxicam” o cérebro a longo prazo, diminuindo a capacidade de concentração e de memória.

Sinais de stress tóxico a que deve estar atento:

Embora se fale muito sobre o stress, e os seus perigos, infelizmente, muitos de nós só tomam consciência de que algo precisa de mudar quando começam a sentir alguns sintomas físicos.

Os sintomas de stress mais comuns, e que funcionam como um pedido de socorro dado pelo nosso corpo, são:

  • Enxaqueca;
  • Dor no peito ou taquicardia;
  • Fadiga;
  • Dor no estômago;
  • Náusea;
  • Constipação;
  • Diarreia;
  • Tremores no corpo;
  • Problemas para dormir;
  • Alergias na pele (vermelhidão);
  • Libido sexual reduzido;
  • Boca seca;
  • Maxilar tensionado.

Se sente algum dos sintomas acima, é importante agir o mais rapidamente possível. O ignorar estes sinais pode fazer com que o sistema fique ainda mais fragilizado, e as alterações na pressão arterial podem mesmo causas um mal súbito.

Como repor o equilíbrio no organismo?

Existem diferentes formas de recuperar dos efeitos tóxicos que o stress tem no seu corpo. Em primeiro lugar será importante aliviar estes sintomas mais presentes, procurando ajuda médica para aliviar o mal estar gástrico, as enxaquecas, ou voltar a ter qualidade de sono.

Mas, é importante que se recorde que estas são apenas formas de disfarçar o grande problema. O stress tóxico só desaparece quando decidimos mudar de vida, ou a nossa perspetiva sobre ela, e eliminar a fonte de stress.

Além disso, existem também algumas terapias que podem reduzir os níveis de toxinas nocivas do organismo, provocadas pelo stress.

Drenagem linfática

A drenagem é uma forma de massagem manual, que além de ajudar a relaxar, direciona os líquidos acumulados pelos corpo e ajuda na libertação de toxinas que ficam acumuladas no músculo (gerando a tensão).

Terapia de Ventosas

Em casos mais avançados, em que a drenagem linfática vai demorar mais tempo até conseguir manifestar resultados, podemos recorrer às ventosas. Estas também ajudam a libertar as toxinas acumuladas nos músculos, mas de forma mais “drástica” que a drenagem, e por isso é mesmo a ideal para músculos que já estão muito tensos.

Respiração pranayama

Esta técnica de respiração circular, de que não me canso de falar, é útil para toda a gente, e deve ser feita todos os dias. Para além de o ajudar a relaxar e a estar mais focado no momento presente, também vai aumentar a oxigenação no sangue, o que promove uma libertação indireta destas toxinas.

Venha experimentar! Marque já a sua visita ao Instituto Hoya!