You are currently viewing Relação entre o espiritual e o sexo, no Tantra.

Relação entre o espiritual e o sexo, no Tantra.

Muitas pessoas no planeta vêem o sexo como um meio de diversão e prazer, e definitivamente não há nada de errado com isso. No entanto, na visão do Tantra, esta é uma abordagem unidimensional que ignora o poder energético e a essência cósmica do ato sexual disponível para nós, como seres com consciência. Há mais a ganhar – mesmo no sentido do prazer – se o seu foco for espiritual.

O papel do sexo no Tantra

Para o praticante do Tantra Clássico, a sexualidade é apenas uma parte da experiência humana que pode ter um propósito espiritual. do prazer.

Embora existam muitas formas de energia, existe uma forma que é super-potente como o urânio num reactor nuclear: a energia sexual. É por isso que os praticantes do Tantra escolheram concentrar-se no aspecto sexual – não por ser perverso ou por estarem obcecados com o sexo. Mas, porque descobriram que podiam usar a energia sexual, uma força encontrada no mundo material, para chegar para além do mundo que vemos com os nossos olhos.

Então o sexo não é uma distração do caminho espiritual?

Não! Pelo contrário.

O Tantra, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é uma religião. É, portanto, ao contrário do budismo, onde os monges são celibatários, permanecem na sua maioria afastados da sociedade, e comem muito pouco (o que lhes retira a maior parte da energia sumarenta das suas vidas).

Ele é um dos poucos caminhos que diz SIM à energia e abraça plenamente toda a realidade.

O caminho ascético funciona para alcançar estados de consciência mais elevados, mas hoje em dia apenas apela a uma percentagem muito pequena de pessoas.

Quantas pessoas viriam a um retiro de meditação silenciosa de 21 dias contra quantas viriam a um retiro de 21 dias do Tantra cheio de ensinamentos sexuais excitantes e mesmo de práticas sexuais? Portanto, o Tantra não é ascético, utiliza energia – energia plena, mas praticada com igual controlo.

O Tantra percebe que tudo é criado pelo Divino, e portanto toda a criação e energia em si é divina.

O Tantra não é sobre sexo, é sobre encontrar-se a si próprio.

Embora o Tantra possa ajudar a melhorar a sua vida sexual, porque o ajuda a tornar-se mais presente e confortável consigo mesmo, este não é o objetivo nem o foco da prática.

O Tantra ajuda-o a reconectar-se com o seu verdadeiro eu e aumenta a sua vitalidade. Ajuda-o a unir o seu corpo, mente e espírito para se aproximar do seu verdadeiro “eu”.

Estamos sempre no processo de nos tornarmos, o que significa que há sempre algo de novo a aprender sobre nós próprios. O Tantra ensina-o a relaxar e a deixar ir o suficiente para que possa realmente ver e sentir quem é, naquele momento.

Venha experimentar o Tantra Karuna, no Instituto Hoya. Estamos à sua espera.