O segredo para ser feliz

O segredo para ser feliz

Qual é o segredo para ser feliz?

Sente-se triste, desmotivado ou desencantado com a vida? Acorda todos os dias, e é quase como se já se sentisse cansado, e sem vontade de enfrentar o novo dia que se apresenta à sua frente?

Todos nós passamos por altos e baixos nas nossas vidas, e por mais que tudo pareça estar bem, é impossível nos sentirmos 100% felizes a toda a hora. Mas, a vida não é, nem deve ser, como um castigo que somos forçados a passar.

Descubra como é que pode viver a vida de forma mais leve e com mais alegria.

Porque é que não consegue ser feliz?

Cada ser humano é um Universo único em si, e cada um de nós vive a sua própria jornada de forma independente. Mas, muitas vezes sentimo-nos tentados a olhar para a vida do vizinho e a compará-la com a nossa.

Embora, às vezes, a comparação com os outros possa parecer uma fonte de inspiração e motivação, é frequente que esta se torne um um gatilho para baixar a nossa autoestima, e nos fazer entrar numa espiral autodestrutiva. Quando caímos na tentação de comparar-mos a nossa vida com a dos outros, a nossa visão torna-se distorcida.

Deixamos de conseguir apreciar os pontos positivos da nossa vida, e geramos sentimentos de vergonha, culpa ou de inferioridade. As conquistas e sucessos dos outros não são comparáveis com as nossas, e o que vemos no exterior é sempre apenas a ponta do iceberg.

As vivências de cada um não são comparáveis. E de que nos serve julgar a vida do vizinho, se antes disso não assumimos responsabilidade sobre a nossa vida? O segredo para ser feliz é assumirmos o controlo, e a responsabilidade da nossa vida, tendo a consciência de que tudo está nas nossas mãos.

Como é que pode começar hoje a ser feliz?

O segredo para ser feliz é compreender e sentir que todos nós temos a capacidade de controlar a nossa vida. Cada história é única, e a sua vida é apenas sua! Cada desafio que a vida nos apresenta deve ser enfrentado de acordo com a nossa realidade, e os recursos que temos à nossa disposição a cada momento.

Devemos olhar para a nossa vida de forma livre de julgamentos, e sem culpas, porque cada um de nós está a dar o seu melhor. Mas, este não é um ato de egoísmo, pois apenas quando nos amamos a nós próprios somos capazes de amar os outros. Amarmo-nos significa aceitarmos totalmente quem somos. Significa aceitarmos a pessoa que somos, e sabermos que todos os dias somos já a melhor versão de nós próprios, porque não existe outra que não a do presente. E é exatamente esta pessoa que precisa de ser amada, sem exigências, com aceitação. Só assim podemos ser felizes, sejam quais forem as circunstâncias da nossa vida.

Acredite quando lhe digo que já tem dentro de si tudo o que precisa para tomar as rédeas da sua vida. Independentemente do que o rodeia neste momento, e da situação em que a sua vida se encontra, você tem o poder e as ferramentas para escolher, e mudar a sua vida.

O que diz quem já experimentou?

Pode não ter reparado, mas desde que vai à escola entrou num mundo de competição. As notas que lhe são dadas pelos professores, já o colocam em comparação face aos colegas de turma. E continuamos a ser comparados pela vida fora com notas, salários, e sucessos.

Até ao momento em que a vida nos prega uma partida, ou nos coloca em frente um desafio que nos faz entender que todos estes objetivos, e parâmetros com que nos comparamos com os outros, não passam de um grande esquema da sociedade moderna, e a verdadeira felicidade é outra coisa.

“Quando conheci Daniela Karuna no Instituto Hoya, estava a sentir que precisava de mudar alguma coisa na minha vida. A Daniela acompanhou-me ao longo de toda a minha jornada de busca da verdadeira felicidade simples, com meditações, e depois exercícios que ela me deu para fazer todas as semanas, para melhorar a minha condição física mas também mental. Após algumas semanas, todos os meus familiares me disseram o mesmo: “a tua voz é bela e feliz” ou “como mudaste, estás mais sorridente”, etc. A Daniela ouve as nossas necessidades, e acima de tudo nunca nos julga, e por isso que voltamos sempre sem qualquer apreensão.

Ela guia-nos subtilmente em direção ao nosso destino de felicidade, sem que tenhamos tempo de nos aperceber disso. Com as suas técnicas de meditação, mantras e, claro, massagem, aprendi a amar a mim próprio, o meu corpo físico, e cada vez que lá vou, volto para casa mais bonito e mais feliz. Não sei explicar realmente como o faz, mas o milagre funciona todas as semanas, após a minha sessão. Sinto-me mais livre, mas acima de tudo mais eu próprio. Aceito quem sou sem tentar concorrer com o próximo para ser melhor do que ele, porque no fim, somos todos diferentes: com as nossas fraquezas e forças, e o objectivo da vida é estarmos juntos, a partilhar o amor e sermos felizes.

E acreditem, a felicidade não se compra, é um estado de espírito que se pode aprender! A Daniela estará obviamente presente para o ajudar a encontrar o céu azul na sua vida.”