Como é a sua relação com o Dinheiro?

Como é a sua relação com o Dinheiro?

Gostava de melhorar a sua relação com o dinheiro? Parece que tem sempre tanto medo que ele falte que passa os dias sem pensar noutra coisa? Venha descobrir como pode começar a viver em abundância.

Tal como todas as outras coisas que existem no mundo, o dinheiro também é uma energia. Ele é fundamental para a nossa sobrevivência, afinal, sem dinheiro não podemos abrigar-nos, ter roupa para vestir, ou até mesmo ajudarmos as pessoas de quem gostamos. O dinheiro é uma coisa boa, e indispensável.

Contudo, a maioria de nós cresce acreditar que o dinheiro é algo sujo e negativo. Quem quer ter muito dinheiro, é ganancioso, e muito provavelmente não o conseguiu de forma honesta. Estes ensinamentos vão sendo transmitidos ao longo da nossa vida, tem um impacto na nossa relação com o dinheiro, e a energia da abundância, para sempre.

Venha descobrir como é que pode ter uma relação mais saudável com o dinheiro, e atrair verdadeiras bençãos para a sua vida.

As crenças limitadoras e o seu papel na relação com o dinheiro.

Existem muitas pessoas que vivem com dificuldades financeiras, e já toda a gente, pelo menos uma vez, pensou que sobra sempre demasiado mês, no final do dinheiro. Embora possam existir várias circunstâncias da vida, que contribuam para esta situação, a forma de sentirmos e olharmos para o dinheiro, tem sem dúvida uma grande influência.

Conscientemente, toda a gente gosta de ter dinheiro, porque sabe que precisa dele para transformar os seus desejos em realidade. Porém, a história que se passa no inconsciente é muitas vezes diferente. Acreditamos que querer dinheiro é mau, que só se pode ganhar muito dinheiro de forma desonesta, ou até culpabilizamo-nos tanto por más decisões feitas com dinheiro no passado, que não nos sentimos merecedores dele, porque não o vamos “saber gerir”. Algumas outras crenças limitadoras que influenciam a relação com o dinheiro são:

  • A vida é uma luta.
  • É preciso sofrer para conquistar e construir.
  • O dinheiro é sempre insuficiente.
  • Tenho medo de ficar pobre.
  • Não posso gastar, se não vai me faltar.
  • É preciso passar por privações para ser espiritualmente evoluído.
  • Sinto culpa ao ter muito, porque existem pessoas que não têm nada.

Ou seja, se por um lado queremos ser bem sucedidos, por outro existe uma voz na nossa cabeça que expressa estas crenças contraditórias, e que nos vão influenciar.

Como se libertar destas crenças?

Mas, como é que podemos saber se a nossa relação com o dinheiro é influenciado por estas crenças?

Reflita sobre o seguinte:

Ao receber dinheiro sente gratidão ou sente-se como um morto de fome que recebe comida?

Ao gastar o seu dinheiro sente que contribui para o fluxo de trocas na sociedade ou que está gastando e perdendo de alguma maneira?

Você economiza para comprar algo específico, para estar preparado para eventualidades ou apenas porque tem que juntar e não gastar para não sofrer o risco de faltar?

Você associa dinheiro à sobrevivência e à escassez ou ao prazer e à realização? À obrigação de ter que ganhá-lo ou à gratidão de ser um meio para concretizar suas realizações?

Outras formas de melhorar a relação com o dinheiro:

Mude a sua atitude

Para conseguirmos ter uma relação mais saudável com o dinheiro, e vivermos na abundância, precisamos de acreditar que somos merecedores dele. Uma boa forma de conseguir isto é através de pequenos gestos, como fazer doações. Para muitas pessoas, isto faz com que sintam que, ao darem, também tem elas tem direito a receber. Isto ajuda a colocar em movimento um fluxo de energia que estava estagnado.

Esteja consciente durante as suas escolhas

Como já mencionamos, o bloqueio que sentimos em relação ao dinheiro pode estar relacionado com a crença de que não o sabemos gerir, e portanto, é melhor não o termos, porque não somos merecedores dele.

Então, o objetivo aqui vai ser olhar, sem culpas, ou julgamentos, para a forma como o dinheiro está a ser gasto. O objetivo é apenas ganhar clareza em relação à situação atual, para que possa depois conseguir sair do piloto automárico. Veja para onde está a ir o que ganha, e que sonhos, valores e objetivos é que está a apoiar com ele.

No nosso dia a dia a maioria das nossas decições não são conscientes. Mas, ao começarmos a ter mais informação sobre elas, conseguimos ir direcionando as nossa intenções para onde elas devem estar.

Experimente as Barras de Access

As Barras de Access são uma terapia baseada nos princípios da física quantica, e que através do toque de 32 pontos, que se situam em torno da cabeça, podemos desbloquear importantes aspetos da nossa vida, entre eles, a relação com o dinheiro.

Conheça mais sobre a Terapia de Barras de Access >