Os poderes de autocura que não sabia que tinha.

Os poderes de autocura que não sabia que tinha.

Sabia que o seu corpo e a sua mente tem poderes de autocura? Descubra como é que pode colaborar com o seu corpo, para se tornar mais saudável.

A nossa mente é das coisas mais poderosas que existem. Ela controla tudo o que fazemos, inclusive como funciona o nosso corpo.

Muitas doenças físicas não são causadas por efeitos externos no nosso corpo … Elas podem decorrer das instruções mentais, que estão a ser processadas consciente ou inconscientemente.

Venha descobrir como é que pode deixar de ser passivo no seu processo de cura, e descubra como é que pode usar os poderes que já tem, para se tornar mais saudável, e até ultrapassar algumas doenças.

O poder da mente no processo de cura

Todos nós, de uma forma ou de outra, já pudémos assistir na primeira pessoa, ao poder que a mente tem na forma como nos sentimos, e até nas dores que nos aparecem.

Com certeza já viu como é fácil parar a dor de uma criança, com um simples beijinho na ferida. Isto acontece porque quando nós acreditamos que algo nos vai curar, o nosso cérebro reage da mesma forma.

Hoje em dia existe quem acredite que 95% das nossas doenças crónicas são motivadas por fatores que envolvem o stresse no organismo. Embora este número não seja consensual, e ainda estejamos longe de entender todos os processos fisiológicos estão por detrás deste resultado, todos concordam com mesmo ponto: a vontade do paciente de se curar é uma parte vital do tratamento.

Um estudo da Universidade de Northampton, no Reino Unido, conduzido por Tony Kay, pediu a um grupo de sedentários, que passasse 15 minutos por dia a imaginar estava a contrair o músculo da barriga da perna. No final, a massa muscular desta zona aumentou de 46,3% para 69%.

Uma outra experiência, da Universidade de Harvard, conduzido pela psicologa Ellen Langer, também obteve resultados semelhantes. Desta vez, foi dito a metade das camareiras de um hotel que o seu trabalho equivalia a irem ao ginásio. No final de um mês, comparando com as outras é que nada foi dito, todas baixaram o peso, o diametro da sua cintura e os níveis de pressão arterial.

autocura

Estes estudos demonstram-nos que aquilo em que nós acreditamos pode trazer benefícios positivos para o nosso corpo. Mas, a nossa mente não nos influencia só pela positiva.

Ainda outro estudo mostrou-nos que 79% dos alunos de medicina desenvolvem sintomas de uma das doenças que estão a estudar. Ao terem medo de ficar doentes, estes alunos ficam paranoicos e acabam mesmo por adoecer. Mudar os nossos pensamentos pode mesmo alterar o modo como nosso cérebro comunica com o resto do corpo, e até provocar alterações na bioquímica do nosso organismo.

Foi com base nestas premissas que a terapeuta Meire Yamaguchi desenvolveu a sua técnica EFT (Emotional Freedom Techniques). De acordo com esta terapia tudo o que nos faz sofrer, ou seja emoções negativas como raiva, o medo e a tristeza, resultam em uma rotura do nosso sistema energético corporal.
Até a ciência concorda com o poder da mente

Se ainda acha que tudo Isto não passam de ideias inventadas por uma série de gurus que nos querem vender terapias novas, saiba que não é de todo o caso.

Técnicas como a EFT são reconhecidas pela Associação Americana de Psicologia como eficazes em caso de depressão, dor e stresse pós-traumático. E pode mesmo começar a experimentar em casa.

Primeiro pense no problema, e procure identificar as emoções que ele lhe traz (por exemplo,insegurança ou raiva). Depois concentre-se para identificar no seu corpo de que forma é que sente estas emoções. Estas podem fazê-lo sentir coração acelerado, uma pontada no estômago, uma dor de cabeça, etc.

Ao tentar refletir assim sobre as origens dos seus problemas, está progressivamente a conhecer-se cada vez melhor, e a conseguir entender a origem das suas emoções. Resultado final: Será capaz de desvendar as causas do seu problema.

autocura

O meu processo de autocura

Quando há uns anos atrás tive um acidente, os médicos à minha volta rapidamente começaram a fazer uma lista das coisas que eu nunca mais iria conseguir fazer.

Disseram nunca mais iria conseguir caminhar normalmente, que nunca iria conseguir sentar-me em cima dos meus pés, entre outras coisas semelhantes.

Não mo disseram porque me queriam mal. Apenas me estavam a informar dos factos, com base nas informações que tínhamos à nossa frente, naquele momento. Mas, como terapeuta que sou, sabia que não podia baixar os braços sem tentar ir mais além.

Foi aí que investi todas as minhas energias no meu processo de autocura. Através das minhas massagens, dos meus alongamentos, dos exercícios que faziam casa, de alguma meditação e muito pensamento positivo, hoje posso dizer que consigo fazer todas as coisas que de outra forma nunca mais iria ter podido fazer.

Mas atenção!: Em nenhum momento eu deixei de ir ao médico, ou seguir as suas recomendações. É óbvio que todos nós somos livres de procurar uma segunda, ou terceira, opinião quando não estamos certos de que o Profissional de Saúde à nossa frente nos esteja apresentar todas as opções possíveis. Contudo estas técnicas de autocura devem servir como um complemento a medicina moderna.

autocura

Algumas técnicas de autocura que pode começar a experimentar em casa

Acredite que a cura é possivel

O primeiro passo para usarmos os mecanismos que o nosso corpo já tem de autocura, é através da influência dos nossos pensamentos e crenças.

O efeito placebo está cientificamente comprovado, por inúmeros estudos. A partir do momento em que acreditamos que a nossa condição é incurável ou crónica, certamente nunca nos podemos curar. Mas, se acreditamos que a cura é possível já estamos um passo mais perto de conseguir voltar a ser saudáveis.

Encontre a pessoa certa

Conseguirmos utilizar o poder da nossa mente em prol do nosso processo de cura não é fácil. Especialmente, porque isto envolve irmos contra as vozes negativas que moram dentro da nossa cabeça, e para quem está apenas a começar, contrariá-las pode ser quase impossível.

Arranje um terapeuta que o estimule, idealmente uma pessoa positiva, que partilhe da sua crença e que respeita a sua intuição.

No Instituto Hoya temos uma série de profissionais disponíveis para o ajudar no seu processo de cura.

Ouça o seu corpo e a sua intuição

Embora profissionais de saúde, como os médicos, conheçam e saibam perfeitamente o que está a acontecer com os nossos órgãos, a natureza também é muito inteligente.

Conectar-nos com o nosso corpo, e sabermos ouvir os seus sinais e deixá-lo comunicar conosco quais são as nossas reais necessidades.

Experimente técnicas de autocura

Se estiver a tentar ultrapassar alguma dor ou problema de saúde, experimente
começar por tocar na lateral da sua mão, entre a base do dedo mindinho e o osso do pulso, colocando a ponta dos seus dedos indicador, do meio e anelar.

Dê leves batidas constantes nesse local enquanto repete “Mesmo tendo (o seu problema) eu amo-me e aceito me completa” e completamente”.

Todas as informações presentes nesta página servem apenas para partilhar conhecimento. Em nenhum momento substitui uma visita ao seu médico, ou a procura de um especialista.