Exercício prático para combater a ansiedade

Exercício prático para combater a ansiedade

Desde o início da pandemia, muitas pessoas começaram a sentir pela primeira vez ansiedade. A incerteza e o medo do futuro estão entre as principais razões para este fenómeno.

Desengane-se se pensa que este problema está a afetar simplesmente pessoas que já tinham por hábito serem mais ansiosas. Estas novas circunstâncias vieram provocar a ansiedade mesmo em pessoas que nunca antes a tinham sentido.

Neste texto vamos entender melhor como funciona a ansiedade e partilhar consigo algumas técnicas para que possa combater contra ela.

O que é ansiedade?

Ansiedade é um problema do foro psicológico que se traduz numa sensação de insegurança, ou medo, sem que haja necessariamente uma razão objetiva para tal.

Por um lado, algumas pessoas sentem apenas uma sensação de perigo iminente, como medo de perder o controle ou de ficarem mentalmente desestabilizadas. Contudo, outras podem manifestar alguns sintomas físicos, como um pulso acelerado, transpiração ou vertigens, chegando a haver quem sinta como se estivesse para morrer de forma súbita. Outros sintomas bastante comuns são:

  • Inquietude,
  • Nervosismo,
  • Preocupação,
  • Medo constante,
  • Falta de ar,
  • Tonturas,
  • Mal-estar generalizado,
  • Insónias, ou dificuldades em adormecer,
  • Cansaço permanente, mesmo após o despertar,
  • Tensão muscular ou sensação de músculos doridos.

O que causa a ansiedade?

Ansiedade é um sentimento normal, e todas as pessoas, ao longo da vida, sentem ansiedade em determinado momento. Quando controlada a ansiedade funciona como um estimulante que nos empurra para a ação. Contudo, a exposição permanente à ansiedade pode levar a dificuldades de socialização, conflitos internos e até perturbações no domínio afetivo, emocional e sexual.

A dor e o abuso de certas substâncias como a cafeína, o tabaco ou o álcool podem também estar na origem de episódios de ansiedade.

Como combater a ansiedade?

Respiração pranayama

A prática recorrente deste tipo de respiração irá não só ativar a sua força interior, mas é também uma poderosa ferramenta no combate à ansiedade. Este é um tipo de respiração amplamente utilizado pelos praticantes de yoga ou da terapia tântrica, e consiste numa sequência de respirações rápidas e energéticas.

Para além de demonstrar resultados positivos quando utilizada durante uma crise de ansiedade, esta respiração é benéfica para qualquer pessoa e deve ser feita pelo menos duas vezes ao dia.

Meditação

Praticar a meditação guiada, pelo menos uma vez por dia é também uma excelente ferramenta contra a ansiedade. Meditar permite-nos aumentar a nossa conexão com o nosso eu interior, e também com o momento presente.

Lembre-se que a ansiedade é resultado de um medo do futuro, e do que pode acontecer nele. Aprender a estar, e a valorizar, o momento presente vai ajudar a colocar esse medo numa nova perspectiva.