O que é que o seu corpo lhe está a tentar dizer?

O que é que o seu corpo lhe está a tentar dizer?

Será que está a prestar atenção aos sinais que o seu corpo lhe está a tentar enviar?

Quando algo não está bem, o nosso corpo envia-nos sinais. As dores de costas, de cabeça, e até de fígado ou de estômago podem estar a ser causadas por razões que vão para além do físico. Muitas das vezes as nossas dores, e até algumas doenças, são um reflexo de um desequilíbrio emocional, ou espiritual.

Por todas estas razões, é importante estarmos atentos, e refletirmos sobre as possíveis origens destas dores. Caso contrário, a única coisa que vamos estar a resolver é o sintoma, mas não o problema. E sem resolvermos o problema, ele vai voltar a aparecer, vezes e vezes sem conta, até irmos mesmo à raiz dele, ou em alguns casos pode até piorar.

Acompanhe o artigo até ao fim, para ficar a conhecer os sinais que o seu corpo lhe está a tentar enviar.

Sinais enviados através das dores de cabeça

A maioria das nossas dores de cabeça são resultado de tensões musculares, má postura, ansiedade e/ou stress. A alimentação e o nosso estado emocional são também fatores a ter em conta.

Para além disso, estas podem também ser um sinal de que estamos a reprimir os nossos sentimentos, entramos numa espiral negativa de pensamentos, ou ser um reflexo da nossa baixa autoestima, medo ou excesso de autocrítica.

No entanto, algumas dores de cabeça são mais frequentes nas seguintes situações:

Dores de cabeça em toda a testa – Este é um tipo de dor de cabeça causada pela rigidez dos músculos do pescoço, costas ou couro cabeludo, que pode ser causado por uma má postura, estresse, ansiedade ou por termos dormido numa má posição.

Enxaqueca – Estas dores de cabeça são localizadas apenas de um lado, e são acompanhadas de uma sensação de latejar na região. Muitas das vezes dão origem a náuseas ou vómitos e uma grande sensibilidade à luz solar.

Cefaleia em salvas – Esta é talvez a dor de cabeça mais dolorosa de todas. Também ela é normalmente mais forte de um lado da cabeça, e geralmente ocorre em torno de um dos olhos. Provoca uma dor muito intensa, podendo se repetir várias vezes ao longo do mesmo dia.

Sinais enviados através das Dores de costas

As tão indesejadas dores de costas podem ter várias origens. Elas podem ser causadas por más posturas, como várias horas sentados em posições pouco ergonômicas, dormir em colchões inadequados, ou até erros no momento de nos levantarmos.

Podem também ser causadas por complicações de saúde já existentes (como as famosas escolioses) ou até por o acumular de tensões e estresse, causadas pelos desafios que enfrentamos no nosso dia a dia.

Não esquecendo também que as nossas dores, muitas das vezes, são uma manifestação física das dores emocionais que carregamos. Nesse aspecto, as dores de costas podem estar relacionadas com falta de amor próprio, conflitos, internos ou com os outros, e sentimento de culpa.

Aqui ficam alguns exemplos:

  • Dor no pescoço/nuca – representam conflitos internos entre razão e emoção.
  • Problemas na coluna – depende da zona das costas em questão, mas regra geral é associada a pessoas que gostam de fazer tudo sozinhas.

Outras complicações de saúde, que podem ter origens emocionais

Para além destas dores, também alguns problemas de saúde podem ser um reflexo de um desequilíbrio emocional. Embora seja importante curar os sintomas, enquanto não resolvermos o problema que está na sua origem, ele irá continuar a manifestar-se de diferentes formas. Aqui ficam alguns exemplos para estar atento:

  • Alergias – são mais comuns em pessoas mais stressadas, e que se deixam irritar pelos comportamentos e atitudes de outros. Ter um estilo de vida mais calmo e procurar compreender melhor quem o rodeia é o mais indicado para estas pessoas.
  • Anemia – espelha falta de confiança em si mesmo.
  • Doenças respiratórias – são características de pessoas que querem fazer tudo ao mesmo tempo e se sentem desesperadas por estarem sempre a correr.
  • Artrite – a doença mais comum nos perfecionistas, insistentes e excessivamente críticas consigo e com os outros.
  • Asma – acontece em pessoas que se deixam absorver pelo sentimento de culpa.
  • Problemas na bexiga – aparecem em pessoas que guardam todas as suas dores e preocupações para si.
  • Bulimia – surge em pessoas que não se acham boas o suficiente, ou sentem ódio por si próprias.
  • Cancro – está intimamente ligado com ressentimentos profundos.
  • Doenças do coração – desenvolvidas por pessoas que não vivem do amor e da felicidade.
  • Problemas dentários – os dentes representam a nossa família e a relação que temos com ela. Os problemas e dores de dentes, ou gengivas, são mais comuns em pessoas que se responsabilizam por todas as situações familiares.
  • Problemas digestivos – aparecem a pessoas com grandes resistências à mudança.
  • Doenças do fígado – são apresentadas por pessoas que acumulam sentimentos de raiva e rancor.
  • Problemas de garganta – também são associados ao medo da mudança, e à dificuldade de falar o que se pensa/sente.

 

Se está farto de permitir que as suas dores emocionais, traumas do passado e crenças limitadoras o deixem doente, está na altura de visitar o Instituto Hoya, e dar o primeiro passo rumo a uma vida plena e feliz.

*O conteúdo presente nesta página tem um carácter meramente informativo, e não dispensa a consulta do seu médico.